Edição do dia
Qui, 08/02/2018 | Atualizado em: 08/02/2018 às 05h00

Abadá com a sua cara e coragem!

Jones Araújo
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Maria comprou um abadá para curtir com as amigas no bloco de carnaval. Como quase todos estariam com o mesmo modelo de camisa, ela procurou a vizinha costureira dias antes da folia e transformou a peça em um vestido, com rendas e pedrarias. Um look pra arrasar na avenida!

Para Maria a customização da camiseta vai servir para brilhar com uma peça exclusiva e confortável, mas Raquel Lima, costureira de Lauro de Freitas, vê na reforma de abadás uma forma de ganhar uma grana extra logo no início do ano. "No ano 2000 as pessoas começaram a me procurar para reformar as camisetas. Desde então, recebo muitos pedidos, não só da minha cidade como também de vários bairros de Salvador", conta.

Nem todo mundo, no entanto, tem uma Raquel na vida, tempo e grana suficiente pra bancar a fantasia e ainda sobrar um dindin pra se divertir na rua.

Quem deixou pra fazer a produção de última hora não precisa se desesperar: o negócio é improvisar e apostar na criatividade. Fitas (até do Bonfim!), fitas e até bijuterias quebradas podem virar detalhes bacanas para montar um abadá que tem a sua cara!

"Este ano as meninas estão optando muito pelo modelo com nó na frente e barriga de fora", indica a costureira.

Mas não são só as garotas que querem arrasar na folia. Os rapazes também estão interessados em customizar os abadás. "Geralmente eles pedem para ajustar ou fazer um modelo cavado, por ser mais confortável", finaliza Raquel.

* Sob a supervisão da editora Ellen Alaver