Edição do dia
Seg, 05/02/2018 | Atualizado em: 05/02/2018 às 05h00

Em surto, mãe mata filho e comete suicídio

ANDREZZA MOURA
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Durante cinco dias de buscas, familiares e vizinhos do pequeno Davi de Santana da Silva, 4 anos, mantiveram em seus corações a esperança de encontrá-lo vivo. Para tristeza de todos, no entanto, a procura terminou de forma trágica, ontem pela manhã.

O corpo do garoto foi localizado submerso em um charco, às margens do Rio Capivara, em Arembepe, Camaçari (Região Metropolitana), a um quilômetro da casa onde residia com a família, no Loteamento Sangradouro.

Davi estava desaparecido desde a noite da última terça-feira (30), quando foi levado de casa pela mãe, Grazielle de Santana da Silva, 28.

Grazielle, que era esquizofrênica, permaneceu dois dias sumida e, na manhã da quinta-feira (1º), foi à casa de uma vizinha e contou que havia matado o filho. Em seguida, ela correu em direção à BA 099 – Estrada do Coco –, e se jogou na frente de um veículo. Grazielle morreu na hora.

"A vizinha vestiu uma roupa nela e a alimentou. Quando perguntou pela criança, ela disse que tinha matado, que estava no céu. A vizinha insistiu e perguntou onde ele estava, aí ela saiu correndo para a pista e morreu atropelada", contou a delegada Maria Danielle Monteiro, titular da 26ª Delegacia Vila de Abrantes. A delegada tenta identificar o motorista que a atropelou. Ele fugiu sem prestar socorro.