Esporte

Seg, 05/02/2018 | Atualizado em: 05/02/2018 às 05h00


Esporte

Esquadrão sem poder de fogo

Lucas Cunha
A+ A-

Noventa minutos e praticamente apenas uma jogada de perigo contra o gol adversário, já nos acréscimos da segunda etapa, em um bola na trave do meia Vinícius. Esse foi o desempenho do Bahia de Guto Ferreira ontem no empate sem gols contra o Jacobina, lanterna do Campeonato Baiano, no estádio José Rocha, pela quarta rodada do estadual.

O resultado deixa o Esquadrão na sexta posição do Baiano entre os dez times do torneio. São apenas cinco pontos conquistados em quatro partidas, com um triunfo, dois empates e uma derrota.

Já o Jacobina, com o empate, marcou seu primeiro ponto na competição e se mantém como o último colocado do Baianão, empatado com o Atlântico, que tem melhor saldo de gols pró.

Se depender do futebol apresentado ontem, tanto Bahia quanto Jacobina terão muitas dificuldades em obter seus objetivos no torneio estadual. O melhor momento do Esquadrão na primeira etapa veio com o lateral Nino Paraíba, aos 36 minutos, com um forte chute defendido por Lupita para escanteio.

Quando o primeiro tempo parecia caminhar para o final sem maiores emoções, um vacilo do zagueiro Lucas Fonseca, aos 39 minutos, dificultou ainda mais a partida para o Bahia.

Após lançamento, o defensor tentou recuar de cabeça para o goleiro Douglas, mas acabou tocando fraco na bola. O atacante Michael foi atento na jogada e pegou a bola, sendo derrubado pelo goleiro Douglas na entrada da área. O juiz Jailson Macedo Freitas expulsou o arqueiro tricolor na jogada. Os dois próximos jogos, contra o Conquista, em casa, na próxima quarta-feira, e o Vitória, após o Carnaval, serão os testes de fogo para as pretensões de Guto e seu elenco.