Qui, 01/02/2018 | Atualizado em: 01/02/2018 às 05h00

Bandidos nem tão espertos assim, né?

Da Redação
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Os homens suspeitos de envolvimento no roubo de uma carga em Planaltino (a 323 km de Salvador) até tiveram o cuidado de desativar o rastreador e o bloqueador do caminhão, mas não contavam que o veículo fosse equipado com dois rastreadores. E foi justamente por meio do sinal emitido pelo segundo dispositivo que policiais militares conseguiram prender quatro suspeitos.

O caminhão, que transportava 771 caixas de bebidas alcoólicas, entre uísque, conhaque e Campari, foi roubado por quatro homens, por volta das 5h da manhã de terça-feira (30). O condutor do veículo e a esposa, que faziam o transporte da carga, foram mantido reféns por 7h. A carga está avaliada em R$ 83 mil.

Segundo o delegado Gustavo Coutinho, titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decarga), em Feira de Santana, enquanto Rogério da Silva Oliveira, o Patel, e Railan de Jesus Rezende ficaram com as vítimas em um Fiat Palio vermelho, Tiago Tauan Santos Rodrigues seguiu com o caminhão para Feira de Santana, onde deixou a carga em um galpão no bairro de Jardim Cruzeiro.