Te Contei?

Ter, 23/01/2018 | Atualizado em: 23/01/2018 às 05h00


Te Contei?

Wenceslau Guimarães em alerta contra a malária

Yuri Silva
A+ A-

redacao@jornalmassa.com

A morte de uma mulher de 31 anos, identificada como Luciene Souza Santos, por causa de complicações com uma infecção por malária, fez com que equipes da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) fossem enviadas ao município de Wenceslau Guimarães, foco do surto, para tentar evitar a proliferação da doença. Localizada a 290 km de Salvador, a cidade do baixo sul registrou, na zona rural, todos os 21 casos da enfermidade confirmados pela Sesab no estado da Bahia nos primeiros 22 dias de 2018.

A morte de Luciene, ocorrida ontem à tarde no Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus (distante 446 km da capital baiana), foi a segunda supostamente provocada pela malária este ano, conforme a secre taria. Um outro óbito, de um homem de 33 anos, já havia sido identificada pelo órgão no dia 16 de janeiro, mas ainda está sob investigação se a doença foi mesmo a causa.

Ao todo, de acordo com a Sesab, 261 pessoas da zona rural de Wenceslau Guimarães foram testadas em exames, para identificar possíveis novos infectados.