Sáb, 20/01/2018 | Atualizado em: 20/01/2018 às 05h00

O retorno Collor vai brigar pela Presidência

Das Agências
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL) anunciou ontem que pretende se candidatar novamente à Presidência da República nas eleições gerais deste ano.

"Digo a vocês que esse é um dos momentos mais importantes da minha vida pessoal. Hoje, a minha decisão está tomada: sou, sim, pré-candidato à Presidência da República" afirmou o senador alagoano, que participou de um evento na cidade de Arapiraca com a prefeita Célia Rocha (PTB). Em entrevista a uma rádio local, o senador afirmou que sua experiência política pode ser decisiva nas eleições deste ano.

"Tenho vantagem em relação a alguns candidatos porque já presidi o País. Meu partido todos conhecem, sabem o modo como eu penso e ajo para atingir os objetivos que a população deseja para a melhoria de sua qualidade de vida", disse Collor.

E continuou: "Acho que o centro democrático desse país está sem candidaturas que possam representar esse sentimento e vontade da população brasileira de ter um candidato a presidente que não esteja nesses extremos, seja da direita, seja da esquerda. Esse centro está muito vazio".

Na conversa, o ex-presidente também lembrou parte de sua trajetória à frente da Presidência, entre 1990 e 1992, e argumentou que a população não quer passar por aventuras. "A experiência vai contar muito na avaliação do eleitorado brasileiro. Ele não quer ser mais vítima de surpresas".