Esporte

Sáb, 13/01/2018 | Atualizado em: 13/01/2018 às 05h01


Esporte

'Pernalonga' é matador!

A+ A-

Foi só um jogo-treino, mas serviu para matar a saudade dos quase 3.600 torcedores que estiveram presentes ontem no Barradão e assistiram ao Vitória vencer o Atlântico por 2 a 1, com dois gols de Denilson, no ensaio final antes da estreia na temporada.

O atacante, por sinal, caiu nas graças da torcida rubro-negra, que o apelidou de 'Pernalonga' e fez festa a cada jogada do jovem reforço.

Mancini escalou o Vitória com Fernando Miguel; Lucas, Kanu, Wallace e Bryan; Uillian Correia, Fillipe Soutto, Yago e Kieza; Neilton e Denilson.

Com o time espalhado em um 4-4-2, Neilton tinha liberdade para circular pelo campo e buscar o jogo. Já Denilson a todo momento trocava de posição com Kieza. O K-9 não teve vida fácil. Sofreu com faltas, teve atuação discreta e ouviu a torcida pegar no seu pé a cada erro.

Nos primeiros minutos, o Rubro-Negro demorou para se encontrar e deu mostras do que pode ser um problema para a temporada: a lentidão dos zagueiros. Faltou pouco para o Atlântico sair na frente. Em dez minutos, os visitantes chegaram com perigo pelo menos duas vezes, ambas em jogadas de velocidade por trás da zaga rubro-negra.

Aos poucos, o Vitória começou a tomar conta do jogo, principalmente com subidas de Bryan pela esquerda, e foi assim que saiu o primeiro gol. Kieza sofreu falta na entrada da área, mas a bola sobrou para Bryan, que foi até a linha de fundo e cruzou na medida para Denilson. O atacante subiu entre os zagueiros e testou para abrir o placar.

O segundo gol saiu só no segundo tempo. Neilton cobrou escanteio e Denilson teve tempo e espaço para dominar, chutar forte e dobrar sua conta. Também em cobrança de escanteio, o Atlântico descontou com Alan Jesus, mas não teve forças para buscar o empate. Além do autor dos dois gols, o destaque do jogo-treino foi o lateral esquerdo Bryan.

O jogo-treino trouxe mais um desfalque para Mancini. Ramon, que entrou no lugar de Kanu, sofreu uma luxação no cotovelo esquerdo ao tentar um voleio.