Plantão

Qui, 11/01/2018 | Atualizado em: 11/01/2018 às 05h01


Plantão

Morte fútil Homicídio após danos em buzu

A+ A-

José Alexsandro de Oliveira, 41 anos, foi assassinado a tiros na frente da filha de 10 anos durante uma discussão por causa de R$ 700, na noite de terça-feira (9), na Praça de Matriz, em Vila de Abrantes, Camaçari. A menina correu para dentro de casa com as mãos na cabeça gritando pelo pai.

Familiares da vítima acusam um morador da região, conhecido como Bubu, de ser o autor do crime. "Alex já estava baleado no chão. Mesmo assim, Bubu parou perto do corpo e deu um tiro na cabeça. Depois, colocou a arma na cintura e fugiu na bicicleta", contou a esposa de Alex, a esteticista Flaviana Alves Sena, 36. Ela viu a ação.

Alex, como era conhecido, era proprietário de um dos ônibus da cooperativa Cooperunião, que circula na Grande Salvador. O desentendimento entre ele e esse morador começou na noite do último domingo (7), após o motorista colocar o ônibus de Alex em frente à casa do suspeito, na Rua João Araújo.

"O motorista veio aqui, em casa, avisar que Bubu ameaçou arranhar o ônibus todo se colocasse em frente à casa dele", disse Flaviana. De acordo com ela, o marido só orientou o motorista a estacionar o veículo naquela via porque a Rua Fonte da Caixa, onde ele costumava deixar o ônibus, estava cheia de carros. A distância entre as duas ruas é de cerca de 270 metros.

Alex foi tirar o ônibus da Rua João Araújo na noite de domingo e percebeu que ele tinha sido arranhado nas laterais e no fundo. Bubu não estava no local.