Edição do dia
Qui, 11/01/2018 | Atualizado em: 11/01/2018 às 05h01

Juiz nega recurso de Cristiane Brasil

Das Agências
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O juiz Vladimir Santos Vitovsky, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), no Rio de Janeiro, negou na noite de ontem um novo recurso apresentado pela deputada federal Cristiane Brasil (PTB) contra a liminar que a impede de assumir o Ministério do Trabalho.

O magistrado manteve decisão da 1ª instância, da 4ª Vara Federal de Niterói, que já havia suspendido a posse na segunda-feira (8). Cristiane Brasil vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) por meio da Advocacia-Geral da União (AGU).

A defesa da deputada argumentava que era "ilegal e abusiva" a decisão judicial, e que a multa imposta pelo juízo, de R$ 500 mil, era "escorchante". Após ter seu nome anunciado como ministra do Trabalho, surgiram informações de que ela tem dívidas trabalhistas com ex-funcionários. Segundo o movimento dos advogados, a deputada "praticou pessoalmente graves violações das leis trabalhistas, flagradas e comprovadas".