Edição do dia
Sex, 22/12/2017 | Atualizado em: 22/12/2017 às 05h00

Gringa quer ser Deusa do Ébano Americana vai concorrer com 15 baianas

Juracy dos Anjos
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Que o Mais Belo dos Belos encanta baianos e estrangeiros, é inegável. Não à toa, o desfile do bloco Ilê Aiyê, no sábado de Carnaval, reúne milhares de entusiastas da beleza e da força negra na ladeira do Curuzu.

Tal "paixão" por esta história de resistência atravessou as fronteiras, seduzindo a norte-americana Shereland Oneal, que é a primeira estrangeira a disputar o título de Deusa do Ébano. Ela disputará a coroa com mais 15 candidatas, representantes do poder da mulher negra na Bahia.

"A primeira vez que vi uma rainha da beleza negra, chorei. Eu chorei porque sua beleza era a mesma que eu tenho. Foi um alívio vê-la sendo celebrada por esses traços. Por muitas décadas, nos Estados Unidos, não fui considerada bonita. Eu era estranha", contou Shereland, que chega ao Brasil na primeira semana de janeiro. "Adoraria ser deusa", diz. Por aqui, ela participará dos cursos oferecidos para todas as candidatas antes da Noite da Beleza Negra, marcada para dia 20, na Senzala do Barro Preto.

Concorrem ao título: Ana Paula Santos, Camila da Silva, Honara da Paixão, Ialê Marley, Ivana Paixão, Jamile Fátima, Jéssica dos Santos, Joice de Alcântara, Lorena dos Santos, Milena Nascimento, Nívea Lopes, Rafaela Rosa, Rosana de Jesus, Rosemildes de Brito e Tainã Vieira.