Edição do dia
Ter, 19/12/2017 | Atualizado em: 19/12/2017 às 05h00

Prefeituras faziam desvios milionários

Das Redação
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O Ministério Público da Bahia deflagrou ontem, 18, a 6ª fase da Operação Adsumus, a fim de reprimir crimes contra a administração pública, lavagem de dinheiro, licitações e contratos fraudulentos praticados entre os anos de 2012 e 2016, no âmbito das prefeituras de Muritiba e Santo Amaro. A ação, realizada em Salvador, Lauro de Freitas e Cruz das Almas, por intermédio Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), cumpriu cinco mandados de prisão temporária e seis de busca e apreensão, expedidos pela Vara Criminal de Santo Amaro e pela Vara Criminal de Muritiba. No período investigado, o MP apurou que a gestão passada na Prefeitura de Santo Amaro desviou R$ 20 milhões. O esquema consistia em fraudar licitações de obras públicas para a aquisição de material de construção, aluguel de máquinas e veículos.