Edição do dia
Qua, 06/12/2017 | Atualizado em: 06/12/2017 às 05h00

Confusão Problemas nas eleições do Leão

José Cairo*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O Conselho Deliberativo do Vitória publicou na última segunda-feira uma rerratificação ao edital lançado no dia 26 de novembro, que previa eleição apenas para o presidente do clube. Agora, o pleito – que inicialmente serviria só para substituir Ivã de Almeida, após sua renúncia – também será para vice-presidente.

A modificação gerou insatisfação por parte do pré-candidato à presidência do clube Raimundo Viana, que entrou com um pedido de impugnação do edital, já que ele entende que o vice-presidente Agenor Gordilho ainda está em exercício no clube e, por isso, não deveria haver eleições para um cargo que está sendo ocupado no momento.

"Nós entendemos que não podemos chamar uma eleição para um cargo que está sendo exercido. Se Agenor renunciar, então não há nenhum problema", afirmou Viana ao MASSA!. Curiosamente, Agenor já declarou apoio a Raimundo Viana. O candidato disse que espera uma posição do presidente do Conselho Deliberativo, Paulo Catharino Filho, que foi o autor do edital.

Paulo Catharino confirmou ter recebido o pedido de impugnação de Raimundo Viana na tarde de ontem, mas disse que ainda está o analisando, e que só vai ter uma posição depois disso. Questionado sobre se isso poderia afetar a data do pleito – dia 13 de dezembro – Catharino informou que isso depende do que o Conselho Deliberativo vai decidir.

* Sob a supervisão do editor Rafael Tiago Nunes