Edição do dia
Seg, 04/12/2017 | Atualizado em: 04/12/2017 às 05h00

Segurança é morto numa emboscada

Euzeni Daltro
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Como de costume, o segurança Ernesto Oliveira dos Reis, 52 anos, saiu de casa, na noite de sábado, 2, para buscar a esposa no trabalho. Na volta, já em companhia da mulher, ele foi assassinado a tiros e a golpes de facão no quintal da residência. A propriedade fica na Rua das Palmeiras, no bairro de Concórdia, em uma região conhecida por Lagoa Azul, em Dias D'Ávila, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Um morador contou que o crime foi cometido por três homens ainda não identificados que já o esperavam na área externa da casa.

"Não vieram roubar. Vieram para matar mesmo. Os caras pegaram Ernesto por trás, deram tiros pelas costas. Ele ainda correu, mas não consegui fugir e levou mais tiros. Foram mais de cinco tiros. Depois cortaram o rosto dele todo e a barriga com um facão", contou o morador, sob anonimato.

Ainda conforme o relato, os suspeitos mandaram a esposa de Ernesto correr. Antes, pegaram R$ 22 que ela carregava na bolsa – único pertence roubado pelos bandidos. Eles chegaram ao local e foram embora a pé.

O casal estava junto há cinco anos, mais ou menos, e residia no imóvel juntamente com uma neta de Ernesto. A residência estava fechada na tarde de ontem.

Parentes da esposa de Ernesto, que moram nas proximidades, não quiseram falar com a reportagem, que também tentou falar com a esposa dele por telefone, mas sem sucesso.

A reportagem apurou que o segurança estava desempregado há mais ou menos um ano e dificilmente era visto na rua. O segurança saía de casa apenas para levar e pegar a mulher no trabalho.