Edição do dia
Sex, 01/12/2017 | Atualizado em: 01/12/2017 às 05h00

Dia mundial de luta contra a Aids

Henrique Almeida*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Ações de combate ao HIV e prevenção à Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis serão intensificadas este mês em Salvador. Hoje, no Dia Mundial contra a Aids, haverá abordagens de prevenção em ônibus e no metrô. Acontece também o show solidariedade, das 19h às 21h, no Espaço Xisto, nos Barris.

Segundo a coordenadora do programa DST/Aids do município, Helena Lima, a resistência dos jovens ao uso de preservativos e a falta de alcance da informação à diversidade dos grupos são alguns dos maiores problemas enfrentados na prevenção à Aids hoje. "Na saúde, realizamos oficinas de capacitação dos profissionais da rede municipal, mas nas escolas ainda há pontos de conflitos, apesar do diálogo estar facilitado", afirma.

"Para combater o grande número de casos de Aids entre os jovens é preciso trazê-los para o centro da discussão. Ele não é o vilão. A sociedade deve dar as ferramentas para que eles possam entender a própria sexualidade. Também é preciso levar o debate para dentro da família e da escola. Quebrar a hipocrisia de que falar sobre sexo vai fazer o jovem buscar o sexo", defende a diretora da Unaids no Brasil, órgão da organização Mundial da Saúde (OMS), Georgina Braga Orillard.

* Sob a supervisão da jornalista Hilcélia Falcão