Edição do dia
Seg, 27/11/2017 | Atualizado em: 27/11/2017 às 05h00

Fórmula 1 Mais do mesmo no adeus

Estadão Conteúdo
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Felipe Massa se despediu ontem da Fórmula 1 com o décimo lugar no GP de Abu Dabi. O piloto brasileiro fez uma boa prova e foi responsável pelos poucos momentos de emoção em uma das etapas mais monótonas da temporada.

Após a corrida, ele agradeceu pelo carinho de todos durante os 16 anos na categoria e não descartou a possibilidade de assumir um cargo na Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

"Disputei corridas incríveis, conheci pessoas espetaculares no paddock, corri contra os melhores pilotos do mundo. Para ser honesto, tenho muita sorte por ter tido tudo isso na minha vida", ressaltou.

Por ironia do destino, Massa travou uma boa batalha com o espanhol Fernando Alonso, da McLaren. Os dois foram companheiros na Ferrari, período em que o brasileiro teve de ouvir pelo rádio da equipe, durante o GP da Alemanha de 2010, a frase: "Alonso está mais rápido do que você". Na ocasião, foi obrigado a abrir passagem para o espanhol ultrapassá-lo em polêmico episódio entre os dois.

Alonso terminou em nono e Massa, em décimo. Apesar de ter perdido a disputa, o brasileiro conseguiu fechar a prova na zona de pontuação e comemorou sua despedida. Ao lado dos carros da Mercedes de Valtteri Bottas e Lewis Hamilton, os dois primeiros colocados, Massa deu alguns "zerinhos" na pista ao cruzar a bandeirada.