Edição do dia
Sáb, 25/11/2017 | Atualizado em: 25/11/2017 às 05h00

Origem suja Lava Jato descobre origem do dinheirão de Geddel

Estadão Conteúdo
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Investigadores da Operação Lava Jato descobriram a origem dos R$ 51 milhões localizados pela Polícia Federal em um apartamento do ex-ministro Geddel Vieira Lima, no bairro da Graça, em Salvador. A suspeita é que a quantia encontrada no "bunker" seja a soma de propinas oriundas do PMDB, da construtora Odecrecht e do operador Lúcio Funaro, segundo informações divulgadas pela TV Globo. A investigação aponta que há indícios do crime de lavagem de dinheiro. Geddel está detido no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. O material encontrado no imóvel continha as impressões digitais dele, que resultou na sua prisão, no dia 8 de setembro, durante a Operação Tesouro Perdido.