Edição do dia
Seg, 13/11/2017 | Atualizado em: 13/11/2017 às 05h00

Cárie de mamadeira: perigo para os bebês!

camila de jesus*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Os cuidados com a saúde bucal começam cedo, logo após o nascimento do bebê, especialmente aqueles que já se descolaram do leite materno. Nesses casos, ocorre o que os especialistas chamam de "cárie de mamadeira".

Segundo Gabriel Politano, odontopediatra do Ateliê Oral Kids, a doença é, na verdade, a cárie severa na infância. "O problema não é causado pela mamadeira e sim pela ingestão de alimentos adocicados, especialmente na madrugada", explica.

"A falta de higienização e a salivação reduzida durante o sono potencializam o surgimento das cáries", concorda a dentista Priscila Carvalho, da Core Odontomédica.

O primeiro sintoma da cárie é a aparição de manchas brancas nos dentes. "Sem os cuidados necessários, elas amarelam, depois ficam pretas, até chegar à perda do dente", alerta Dr. Gabriel.

Os resultados são variados. "A criança pode sentir dor e não ter condições de mastigar, ter problemas na fala e na dicção", detalha.

Para prevenir, os dentistas indicam a limpeza com gaze em criança ainda sem dentes e escovação com pasta fluoretada a partir do primeiro dente.

* Sob a supervisão da editora Ellen Alaver