Edição do dia
Sex, 10/11/2017 | Atualizado em: 10/11/2017 às 05h00

Assaltantes Bala perdida mata ambulante

ANDREZZA MOURA
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O vendedor ambulante Anderson da Silva Portela, 22 anos, morreu na noite da quarta-feira (8), no Hospital Municipal de Simões Filho (Grande Salvador), após ser atingido no abdômen por uma bala perdida, durante um roubo à loja Casas Bahia, na Av. Rui Barbosa, no Centro.

Ele trabalhava vendendo frutas em frente ao estabelecimento e fechava a barraca, por volta das 6 horas, quando foi atingido. Anderson foi levado por policiais militares da 22ª CIPM (Simões Filho) ao hospital, mas morreu minutos depois .

O funcionário de uma clínica, Luiz Carlos Ferreira da Silva, 27, foi baleado de raspão nas nádegas e também foi levado à unidade médica. Ele teve alta no mesmo dia.

Conforme um policial militar, o crime foi praticado por seis homens, entre eles Lucas Gama da Silva, 18, e uma mulher, que chegaram ao local em um veículo Peugeot prata e duas motos de dados não anotados.

Lucas foi detido ao tentar fugir. Com ele, foram recuperados 193 aparelhos celulares e 11 tablets. Um revólver calibre 32 foi apreendido. Os outros criminosos fugiram e, até ontem, não haviam sido identificados ou presos.

Morador do Alto do Cabrito, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, Lucas foi encaminhado à 22ª Delegacia (Simões Filho), onde foi autuado em flagrante por roubo. A morte de Anderson e o roubo à Casas Bahia são apurados pelo delegado Ciro Palmeiras, titular da unidade policial.