Edição do dia
Qui, 09/11/2017 | Atualizado em: 09/11/2017 às 05h00

UFA! ALÍVIO E PAZ NO BARRADÃO

Tiago Lemos
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Depois de seis jogos, mais de três meses de jejum em casa e muita chacota, o Vitória voltou a sorrir no Estádio Manoel Barradas. Ontem, o Rubro-Negro fez do Barradão o seu santuário e derrotou o Palmeiras por 3 a 1, para espantar qualquer 'zica' de não ganhar como mandante na competição.

O triunfo em seu território também acabou com uma sequência de seis partidas sem resultados positivos no Campeonato Brasileiro e tirou o Leão da zona de rebaixamento.

Agora, o time comandado por Vagner Mancini ocupa a 16ª colocação da Série A, com 38 pontos, dois a mais que o Sport, primeiro integrante do Z-4.

O excelente resultado começou a ser construído nos minutos iniciais, quando Patric chegou bem pelo lado direito e cruzou rasteiro, Tréllez ganhou a dividida com a defesa e escorou para Yago. Com calma, o meia driblou o marcador e bateu no canto esquerdo de Fernando Prass, um belo gol.

Se o primeiro tento rubro-negro saiu aos cinco, o segundo aconteceu aos 14 minutos. Tréllez ganhou do zagueiro Juninho, após Wallace cabecear do meio de campo. O colombiano arrancou em velocidade e bateu na saída de Prass para fazer a festa da torcida.

Só que o Palmeiras também apertou, e diminuiu. Aos 19, Keno driblou Geferson e cruzou, a redonda desviou na defesa e sobrou para Dudu marcar de cabeça.

Após o tento palmeirense, os torcedores do Vitória ficaram preocupados, tensos e lembraram das seis últimas partidas dentro de casa, quando o Leão perdeu quatro vezes e empatou duas.

Iluminado no jogo, Yago tratou de espantar qualquer pesadelo e balançou a rede mais uma vez. Aos 39, após lançamento de José Welison e arrancada e passe errado de David, a zaga do Porco não afastou e Yago não perdoou: puxou para a direita e mandou a bomba para carimbar o belo triunfo vermelho e preto: 3 a 1.

No segundo tempo, o Palmeiras ensaiou uma pressão, principalmente após a expulsão de Uillian Correia – recebeu dois cartões amarelos. O técnico Vagner Mancini, no entanto, fechou a casinha no sistema defensivo para garantir o resultado.

As duas primeiras alterações confirmaram a preocupação em não deixar o time paulista encostar no placar: Ramon entrou no lugar de Fillipe Soutto e René Santos na vaga de Yago.

Nos minutos finais do jogo, os torcedores do Vitória, felizes com o término do jejum em casa, confirmaram o coro da superação na competição e cantaram: "Oh, o Barradão voltou!".

Aos 45, Guerra chegou a balançar a rede e assustar a torcida rubro-negra novamente, mas o lance estava irregular e o impedimento foi confirmado.

Agora, o Leão vai enfrentar o Grêmio fora de casa, neste domingo, às 16h, pela 34ª rodada, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Principal destaque do duelo de ontem, com dois gols, Yago não vai enfrentar a equipe gaúcha porque terá de cumprir suspensão pelo acúmulo de cartões amarelos. Uillian Correia, expulso ontem, também terá de ficar fora.