Edição do dia
Qui, 09/11/2017 | Atualizado em: 09/11/2017 às 05h00

Mercadinho tinha drogas em oferta

Raul Aguilar
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Uma denúncia anônima de tráfico de drogas levou policiais da 65ª CIPM até um mercadinho, no bairro de Sítio Novo, em Feira de Santana. Ao chegar ao local, os policiais encontraram Josete de Oliveira Santos, 43, que se identificou como proprietária do estabelecimento.

Após uma revista, o sargento Queiroz, que conduzia a operação, desconfiou de uma balança de pesagem: "Suspeitei que tinha algo errado quando vi a balança e percebi que o local não tinha açougue e nem alimentos fora da embalagem que poderiam ser pesados".

Após alguns questionamentos a proprietária confessou utilizar o objeto para pesar drogas e mostrou, além das porções de maconha e cocaína, algumas armas. Desconfiados, os PMs resolveram vasculhar a casa da suspeita, no andar de cima do estabelecimento.

Lá, em um vão da laje, encontraram uma espingarda, revólveres e pistola. Enquanto conduzia a suspeita até a viatura, um jovem apareceu se dizendo cunhado da detida e passou o seu celular para o sargento. Ao atender, o sargento teve uma surpresa. No outro lado da linha, estava Genivaldo Reis dos Santos, o Mô, marido da comerciante, preso no Conjunto Penal de Feira de Santana desde 2016.

"Eu pensei que era alguém querendo denunciar algo. Mas era, na verdade, o marido da suspeita, se dizendo proprietário da droga e questionando o que poderia ser feito. Falei para ele contratar um advogado para ela".