Edição do dia
Qua, 08/11/2017 | Atualizado em: 08/11/2017 às 05h01

Notas baixas também são dos pais!

da redação
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O período escolar está acabando e muitos pais se perguntam o que fazer com as notas baixas dos filhos que, a essa altura do campeonato, podem perder o ano.

A pediatra Maria Isa Pereira de Souza adverte: os responsáveis não podem deixar tudo para a última hora! "É preciso acompanhar a vida escolar da criança, principalmente no ensino fundamental, desde o início do ano letivo. A vida escolar não começa no final do ano".

A médica entende a dificuldade dos pais, mas ressalta que, mesmo que ambos trabalhem fora, devem encontrar uma forma de ajudar os pequenos com as tarefas. "Muitos pais delegando toda a responsabilidade à escola, mas é preciso estipular uma rotina para a criança", orienta.

Tentar recuperar tudo em outubro é quase inviável, mas a doutora indica algumas atitudes para ajudar os filhos nessa hora. "Tem de estipular horário para estudar e limitar em duas horas o acesso a computador, videogame, celular e televisão, que é orientação da Organização Mundial da Saúde. Se possível, procurar aulas de reforço, que também podem ajudar", diz.

E se a criança passa muito tempo no computador, Dra. Maria Isa tem a saída: "Faça com que ela pesquise sobre as matérias da escola. A internet deve ser usada em prol do estudo", recomenda.