Edição do dia
Ter, 07/11/2017 | Atualizado em: 07/11/2017 às 05h03

Tem que passar por caminho de pedras

José Cairo*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Parece claro que o caminho do Vitória nesta reta final do Brasileirão será complicado. Após a última rodada, alguns times se afastaram da zona de rebaixamento e a briga para não cair para a Série B se afunilou.

Além do Leão (17º), que detém 35 pontos, o Sport (16º) tem 36, e o Coritiba (15º), 38. Já a Ponte Preta soma 35 (18º), além do Avaí (19º), que também tem 35. Esse times devem brigar nas seis rodadas restantes por duas vagas na Série A – a tendência é que as três vagas que restam no Z-4 (Atlético-GO, com 27 pontos, está praticamente rebaixado) sejam preenchidas pelos clubes citados.

Acima da 14ª colocação, os rivais parecem seguros, numa distância considerável de cinco pontos.

Nas semanas que faltam para acabar o Brasileiro, o Rubro-Negro terá desafios complicados pela frente. Serão três jogos fora, e três em casa. O principal complicador é que a equipe vai enfrentar três adversários que brigam na parte de cima na tabela (detalhes ao lado). O primeiro é o Palmeiras (3º), amanhã, no Barradão, às 20h45, pela 33ª rodada da Série A.

O lateral-esquerdo Juninho se queixou de dores na coxa e virou dúvida para o duelo com o Porco.

*Sob a supervisão do editor Daniel Dórea