Edição do dia
Ter, 07/11/2017 | Atualizado em: 07/11/2017 às 05h02

Caixa 2 Neto é alvo de inquérito

Alexandre Santos
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O prefeito ACM Neto (DEM) classificou ontem como "normal" o inquérito aberto pelo Ministério Público Eleitoral na Bahia (MPE-BA) para investigar denúncia de que ele teria recebido R$ 1,8 milhão por meio de caixa dois da Odebrecht nas eleições de 2012.

"É normal. Houve aquela delação da Odebrecht, que está no Ministério Público Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral. Não tem nada demais. Pelo contrário, espero que ela aconteça o quanto antes e a gente possa esclarecer tudo e encerrar o quanto antes essa apuração. Não recebi com nenhuma novidade. Já sabia disso há muito tempo", minimizou Neto, durante evento no Parque da Cidade, onde lançou mais uma etapa do programa Salvador 360. A informação sobre a abertura de inquérito foi divulgada pela coluna Expresso, da revista Época, no último domingo (5),

ACM Neto, por sua vez, sustenta que a doação da empreiteira ocorreu de forma legal, captada por meio do Democratas.