Edição do dia
Seg, 06/11/2017 | Atualizado em: 06/11/2017 às 05h00

Boemia abalada por tiros e morte em orla de bacana

Raul Aguilar
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

raul.castro@jornamassa.com.br

Disparos realizados na madrugada de ontem, na porta de uma boate na rua João Gomes, no Largo de Sant'Ana, bairro do Rio Vermelho, geraram pânico, correria e resultaram em um homem morto e outros dois feridos.

Um funcionário de estabelecimento próximo ao local onde ocorreram os ataques disse que o crime foi praticado por dois homens. "Era por volta das 3h30. O bar já estava se preparando para fechar quando ouvimos cerca de dez disparos. Minutos depois, dois homens passaram correndo em direção à igreja, um deles com uma pistola na mão", disse o rapaz sob anonimato.

Ednei Moreira, 30 anos, foi atingido no peito e socorrido por amigos, mas não resistiu aos ferimentos ainda a caminho do Hospital Geral do Estado (HGE), onde o ambulante Rui Moreira Bispo, 62, baleado na perna, recebeu atendimento e foi liberado. Já José Raimundo de Jesus, 29, atingido nas costas e nos pés, não teve o estado de saúde divulgado pelo mesmo hospital. Ambos foram socorridos por policiais da 12º CIPM.

Segundo a polícia, uma briga dentro de um estabelecimento seria a causa do ocorrido. Um garçom, que não quis se identificar, afirmou que a discussão começou por causa de uma mulher. "Ouvi o pessoal falando que um mexeu com a parceira do outro".