Edição do dia
Ter, 31/10/2017 | Atualizado em: 31/10/2017 às 05h01

Parecer é contra taxas judiciárias

FELIPE SANTANA*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

A Procuradoria Geral da República apresentou parecer favorável sobre a ação movida pela OAB Bahia contra o aumento das taxas judiciárias cobradas pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). O caso foi enviado ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, que irá examinar o pedido cautelar e deve pedir pauta para o julgamento. Desde março, as taxas judiciárias aumentaram, como a habilitação de casamento, que era R$ 159,47 e passou para R$ 173,82. Para Oscar Mendonça, presidente da comissão de direito tributário da OAB-BA, o aumento fere o direto de acesso à Justiça. "Em alguns casos, pode passar de 230% de diferença. Esses valores pode ser muito para quem não pode pagar", diz.

*Sob a supervisãoda editora Meire Oliveira