Edição do dia
Sex, 13/10/2017 | Atualizado em: 13/10/2017 às 05h01

Esquadrão arranca empate na marra

Daniel Dórea
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

A história de Paulo César Carpegiani no Bahia começou numa gangorra de perspectivas. Por conta de um início de jogo aterrorizante no Pacaembu, o time saiu perdendo por 2 a 0. No entanto, se não mostrou tanta evolução tática apesar dos seis dias de treinamentos intensos, esbanjou poder de reação ao dominar o tempo complementar e buscar a igualdade.

O resultado final de 2 a 2 fez o Tricolor deixar a 'portaria' do Z-4, posição em que estava antes de a bola rolar. Agora está em 14º, com 32 pontos, apenas um acima da zona de rebaixamento. Ou seja, o sofrimento continua.

E o próximo desafio dentro desse martírio é o confronto com o líder Corinthians, melhor visitante do campeonato, na Fonte Nova. Na partida de domingo, às 18h, Carpé poderá contar com os retornos de Tiago, Thiago Martins, Edson Matheus Sales e Allione. A marcação por pressão que o Palmeiras normalmente usa nos instantes iniciais das partidas logo deu resultado. Aos dois minutos, Renê Júnior vacilou e acabou desarmado por Bruno Henrique. Ele abriu para Deyverson, que cruzou, Moisés desviou e Willian completou de carrinho.