Edição do dia
Qui, 12/10/2017 | Atualizado em: 12/10/2017 às 05h00

Hora de dominar

Juliana Lisboa
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Com uma campanha impecável como visitante no returno do Campeonato Brasileiro, com cinco vitórias em cinco confrontos fora de casa, o Leão tem demonstrado vigor de sobra para conquistar o mando de campo alheio.

Em contrapartida, essa vontade de 'caçar' os pontos longe de Salvador teve um custo, que foi deixar a sua toca desprotegida. No Barradão, foram duas derrotas e dois empates neste mesmo período.

Hoje, às 5h da tarde, o Vitória tenta retomar seu território diante de um Sport que precisa somar pontos longe de Recife para se manter vivo no Brasileirão.

O Leão da Barra tenta quebrar o estigma de pior mandante do campeonato, enquanto o Leão da Ilha amarga a quarta pior campanha como visitante – e vem de péssimo momento, com nove partidas sem vencer.

"Nós vamos enfrentar o Sport, que é um time que iniciou muito bem o campeonato, e depois teve uma queda. Mas é o Sport, de tanta tradição, time arquirrival do Vitória no Nordeste, assim como outras equipes. Então é um clássico, é um jogo muito difícil. Temos que tomar todo cuidado, porque o Sport é um time recheado de bons jogadores, e há necessidade do Vitória se impor dentro de casa", disse Vagner Mancini.

Ainda que no somatório de pontos os dois Leões não estejam muito distantes – o baiano somou 32, enquanto o pernambucano conquistou 30 – o momento é bem diferente para cada um.

O Vitória vem de uma reação na Série A, e tem conquistado resultados expressivos, ainda que não tenha conseguido convencer dentro de casa. Conseguiu, pela primeira vez, ficar duas rodadas fora da zona de rebaixamento.

Já o Sport começou o Brasileirão na parte de cima da tabela, brigando por uma vaga na Libertadores. Porém, enfrentou uma sequência de resultados ruins e terminou a última rodada em 17º lugar, primeiro time na zona de rebaixamento.

E o recorte fora de casa é o pior para o Sport. No total, a equipe comandada por Vanderlei Luxemburgo somou apenas dez pontos longe de Pernambuco.

Para se dar bem em Salvador, a força do Rubro-Negro de recife é o trio ofensivo Diego Souza, Osvaldo e André.