Edição do dia
Ter, 10/10/2017 | Atualizado em: 10/10/2017 às 05h00

Tiroteio Recepção foi 'calorosa' demais para foragido

Alexandre Santos
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Apontados como autores de crimes de roubo a bancos, homicídios e tráfico de drogas, Diego Ferreira Figueredo, o Açúcar, e um comparsa dele - não identificado oficialmente até a conclusão desta edição -, foram mortos na tarde de ontem, em confronto com equipes da Força-Tarefa da Secretaria da Segurança Pública.

Segundo versão oficial, a dupla passava pelo bambuzal do Aeroporto Internacional de Salvador, no bairro de São Cristóvão, quando se deparou com homens do Batalhão de Choque, Esquadrão Águia e do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). No revide, os criminosos reagiram e acabaram atingidos. Eles chegaram a ser socorridos para o Hospital Menandro de Farias, mas não resistiram aos ferimentos.

De acordo com investigadores, ambos eram foragidos da Justiça. Diego, por sua vez, havia acabado de chegar de São Paulo. Na ocasião, o segundo criminoso já o aguardava na saída do terminal, de onde sairiam num Chevrolet Agile branco.

No veículo, os policiais apreenderam uma espingarda calibre 12 e uma pistola. Diego é suspeito de integrar a quadrilha que tem como um dos líderes Vinicius Barcellar, o Fofão, capturado na capital paulista e que dever ser conduzido hoje para Salvador.