Edição do dia
Seg, 09/10/2017 | Atualizado em: 09/10/2017 às 05h00

Egito volta à Copa após 28 anos

Redação e Agências
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O Egito está, enfim, de volta a uma Copa do Mundo. E a classificação veio ontem, após vitória emocionante sobre o Congo, por 2 a 1, em casa, pelas Eliminatórias Africanas do Mundial de 2018, na Rússia. Os gols que garantiram a vaga vieram de um dos principais jogadores da seleção: o atacante Mohamed Salah, do Liverpool. E o último deles saiu aos 50 minutos do segundo tempo.

Faltando uma rodada para o término da disputa, o Egito assegurou a liderança do Grupo E ao chegar aos 12 pontos, quatro na frente de Uganda. A chave contém também a forte seleção de Gana, que tem apenas seis e está fora do Mundial. Apenas o primeiro se garante na Copa da Rússia.

O sofrido triunfo, que veio após os gols de Salah, colocou fim a uma longa ausência do Egito em uma Copa do Mundo. Esta, aliás, será apenas a terceira participação da seleção em um Mundial. Embora seja o maior campeão da Copa Africana de Nações, com sete títulos, o Egito não disputa uma Copa desde 1990, na Itália. Curiosamente, a sua primeira participação havia sido no mesmo país, em 1934.