Edição do dia
Seg, 09/10/2017 | Atualizado em: 09/10/2017 às 05h00

Eliminatórias Seleção vai cair pra dentro, pai

Estadão Conteúdo
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Mesmo já classificado para a Copa do Mundo da Rússia, o Brasil vai para o último jogo das Eliminatórias contra o Chile, amanhã, às 8h30 da noite, com a força máxima e sem se preocupar com possíveis problemas para o ano que vem.

Caso algum jogador seja expulso na partida, no Allianz Parque, terá de cumprir suspensão na estreia da seleção no Mundial do ano que vem.

A Fifa determina que a suspensão cumprida na estreia da Copa só vale para expulsões, e não para acúmulo de cartões. O técnico Tite tem cobrado do elenco atenção ao jogo e a manutenção do nível competitivo.

"A seleção está onde está porque levou tudo a sério. Nesse jogo, pode ter certeza, faremos o máximo, com coração e orgulho. O Brasil só joga pela vitória", disse o lateral-esquerdo Alex Sandro.

Nestas Eliminatórias o Brasil teve só uma expulsão. O zagueiro David Luiz recebeu o vermelho logo na estreia, contra o Chile, em Santiago, em outubro de 2015.

Tite comentou na quinta-feira, após o jogo contra a Bolívia, em La Paz, que sua equipe tem sido muito disciplinada. "Quero salientar que tivemos dois jogos difíceis contra Colômbia e Bolívia em que competimos de forma leal e sem levar cartão algum", comentou o treinador, cheio de orgulho do comportamento dos atletas..