Edição do dia
Sex, 06/10/2017 | Atualizado em: 06/10/2017 às 05h00

Seleção sofre com 'Paredão'

José Cairo*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

redacao@jornlmassa.com.br

Não foi uma atuação de gala do Brasil, ontem. Mesmo com muito volume de jogo, e diante de uma frágil Bolívia, a equipe de Tite ficou apenas no empate por 0 a 0, pela 17ª rodada das Eliminatórias, na altitude de 3.600 metros de La Paz, no estádio Hernando Siles.

Agora, a Seleção já transfere o foco para a despedida das Eliminatórias, diante do Chile, na próxima terça-feira, às 8h30 da noite, na Arena Palmeiras.

A partida não valia absolutamente nada para o Brasil. Classificado, o time entrou em campo apenas para cumprir tabela. Isso, é claro, com exceção dos atletas que ganharam uma chance para mostrar serviço ao técnico Tite.

Além de lidar com os bolivianos, o Brasil ainda teve que suportar as condições adversas do jogo. O gramado ruim e a dificuldade de jogar na altitude de La Paz dificultaram a atuação da Seleção, que mesmo assim conseguiu controlar o jogo e segurar a pressão inicial dos donos da casa. Passado o susto, os brasileiros dominaram a partida.

Aos 17 minutos, chute de Machado foi defendido por Alisson – bolivianos ainda acertaram o travessão em outro lance.

Mas foi o Brasil que perdeu as melhores oportunidades. Neymar, participativo no jogo, disparou oito finalizações, sendo sete delas certeiras e uma para fora. Alguns desses arremates foram de cara para o goleiro Lampe, que foi o destaque boliviano, com ao menos 10 defesas.

Gabriel Jesus também teve suas oportunidades. Coutinho, apagado, pouco apareceu na partida.

A notícia ruim do jogo foi Thiago Silva, que deixou o campo ainda aos 33 minutos com lesão na coxa.

Sob a supervisão do editor interino Daniel Dórea