Edição do dia
Qua, 04/10/2017 | Atualizado em: 04/10/2017 às 05h00

Mulher que matou filho por ele ser gay vai a júri

Estadão Conteúdo
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

A Justiça decidiu submeter a júri popular a mãe que matou o filho de 17 anos por ele ser homossexual, em Cravinhos (SP), em dezembro. Além da mãe, a ex-gerente de supermercado Tatiana Ferreira Lozano Pereira, 32 anos, Victor Roberto da Silva, 19, e Miller da Silva Barissa, 18, também serão julgados como autores da morte de Itaberli Lozano. A vítima foi morta a facadas e teve o corpo queimado. Os três responderão por homicídio. Tatiana também é acusada de ocultação de cadáver.