Edição do dia
Seg, 02/10/2017 | Atualizado em: 02/10/2017 às 05h00

Presentão de níver pra piloto holandês

Estadão Conteúdo
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O holandês Max Verstappen, da Red Bull, comemorou 20 anos no sábado e ontem não poderia ter presente melhor de aniversário. Ele superou o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, e venceu o GP da Malásia de Fórmula 1. O alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, também fez uma grande corrida ao largar da última colocação e terminar em quarto.

Hamilton terminou em segundo lugar, seguido pelo australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, que fechou o pódio. O finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, iria largar do segundo posto do grid, mas seu carro apresentou problemas no motor e ele sequer conseguiu colocar o monoposto na pista.

Com o resultado em Sepang, o inglês da Mercedes ampliou de 28 para 34 pontos a vantagem em relação a Vettel na ponta do Mundial de Pilotos.

Após a bandeirada final aconteceu uma cena inusitada. Vettel vinha lento e bateu no carro de Stroll ao contornar uma curva. O piloto da Ferrari esboçou uma reclamação, mas precisou da ajuda do canadense, que lhe deu um carona até os boxes. Não houve punição para eles.