Edição do dia
Seg, 02/10/2017 | Atualizado em: 02/10/2017 às 05h00

Estrela do Leão brilha de novo

Matheus Viana
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Mais uma vez, o Leão se mostrou um visitante indesejado neste Brasileirão. A virada heroica no último minuto da partida foi a 5ª seguida fora de casa e colocou o time na 11ª posição, com 32 pontos.

Assim como as demais partidas longe de Salvador, o Vitória iniciou o jogo com as linhas de marcação bastante compactadas atrás do meio-campo e, também, buscando as saídas rápidas para os contra-ataques.

A tática de Vágner Mancini se provou mais uma vez efetiva, quando o colombiano Santiago Tréllez recebeu passe longo de Neílton, carregou a bola e chutou na trave. No rebote, David abriu o placar para o Leão aos 14 minutos.

O jovem atacante quase amplia o marcador aos 21, quando, em novo ataque rápido, driblou dois marcadores dentro da área e ficou de frente para o gol, mas tentou uma cavadinha, defendida por Gatito Fernández.

O Botafogo chegou ao empate na bola aérea. Após cobrança de falta do meia João Paulo, Rodrigo Pimpão desviou de cabeça na 1ª trave e o centroavante Brenner completou para as redes.

Os donos da casa cresceram com o empate, mas esbarraram na solidez defensiva do Vitória e na sua falta de criatividade.

O Leão precisava vencer para não ter chance de voltar para o Z-4 e voltou para a etapa final no ataque. Tréllez colocou a bola na trave em um belo chute de longa distância.

Entretanto, a nova postura rubro-negra saiu pela culatra e o Botafogo conseguiu o segundo gol. Após passe esticado para Léo Valencia, o goleiro Caíque chegou atrasado e cometeu o pênalti - seu segundo nesta Série A. O atacante Brenner bateu bem e virou o placar.

Com o Botafogo recuado, o Vitória pressionou ainda mais. E Mancini colocou os jogadores que resolveram a partida a favor do Leão. Os atacantes André Lima e Danilinho, que substituíram o volante Uillian Correia e o lateral Geferson respectivamente, foram os heróis do triunfo no Rio.

Já aos 44, André Lima marcou de cabeça, após cobrança de escanteio de Neilton. Nos acréscimos, o Leão ficou com um jogador a mais – após a expulsão de Léo Valencia. No apagar das luzes no Engenhão, Neilton cruzou, Danilinho ganhou da defesa e garantiu a virada rubro-negra.