Edição do dia
Qua, 27/09/2017 | Atualizado em: 27/09/2017 às 05h00

Transformistas na luta pelo Aristides Maltez

Alexandre Santos
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Um concurso de transformistas pretende arrecadar fundos em favor do Hospital Arestides Maltez, única instituição a oferecer tratamento de oncologia por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) na Bahia.

Intitulado "Queen Mona de Ekê - Porque podemos", a iniciativa é promovida pelo grupo Voz do Subúrbio e a Liga Bahiana Contra o Câncer (LBCC).

Os interessados em participar devem ter a partir de 18 anos, ser do sexo masculino e depositar ou transferir a taxa de R$ 15 na conta da LBCC (leia box abaixo). As inscrições vão até o dia 5 de outubro. O vencedor levará R$ 5 mil de premiação.

Nesta primeira etapa é necessário enviar o comprovante da transação bancária e fotos do "antes e depois" para o WhatsApp dos organizadores. O resultado dos pré-selecionados será divulgado no Facebook da Voz do Subúrbio.

Em outubro, em uma data ainda a ser definida, os candidatos passarão por outra seletiva: um desfile que ocorrerá na Praça da Revolução, em Periperi. A cada fase, os candidatos serão avaliados por diferentes composições de corpos de jurados.

Idealizadora do evento, Terezinha Tavares, 53, diz que o objetivo é estender o concurso para outras regiões da cidade. "A intenção é que a Mona de Ekê seja abraçada até dezembro. Num momento político atual, de tanta corrupção, em que as pessoas não confiam em ninguém, é preciso enfatizar que não pegamos em dinheiro. O depósito é na conta da LBCC", detalha Terezinha, sobre a ação que também integra a campanha Coração Solidário.

A quantia a ser arrecadada será destinada para a compra de um irradiador de sangue, equipamento orçado em cerca de R$ 1 milhão.