Edição do dia
Ter, 26/09/2017 | Atualizado em: 26/09/2017 às 05h00

Temer Denúncia não deve ser fatiada

das agências
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Após reunião de cerca de duas horas no Supremo Tribunal Federal (STF) com a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, o presidente da Câmara de Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que não cabe fatiamento da votação da denúncia apresentada pela Procuradoria-geral da República contra o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral).

"Entendemos pelo precedente que existe no Supremo, em 1990: não cabe fatiamento da denúncia por crime ou por autoridade. O que cabe é uma votação única autorizando ou não que o Supremo siga com a denúncia", explicou Maia.

Ele chegou ao STF com Leonardo Barbosa, do Núcleo de Assessoramento Jurídico da Secretaria-geral da Mesa, que está tratando do tema. O corpo técnico da área jurídica elabora um parecer que deve ser contrário ao desmembramento, defendido por parlamentares da oposição e da própria base aliada do governo Temer.