Edição do dia
Seg, 25/09/2017 | Atualizado em: 25/09/2017 às 05h00

Dê um fim no mau hálito, véi!

camila de jesus
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O mau hálito é um problema que pode afetar qualquer pessoa e a principal causa do seu surgimento está relacionada a saburra lingual.

Segundo o dentista Eduardo Oliva do Instituto Prime , a saburra é uma placa bacteriana esbranquiçada que se forma no fundo da língua.

"Atualmente pode listar até 90 causas de halitose, sendo 95% delas de origem bucal, através, não só da língua, mas por exemplo de doenças da gengiva", explica.

O especialista Marcos Oliva revela que acordar com o 'bafinho' está associado a menor produção de saliva durante a noite. "A saliva contém o oxigênio capaz de diminuir a produção das bactérias produzidas em nossa boca", explica.

Eduardo e Marcos frisam que é normal que a pessoa que sofre com a halitose não percebe a sua existência, devido ao que chama de fadiga olfatória. Pela proximidade da boca com o nariz, as células olfatórias se acostumam com o dor.

"A melhor forma de saber ainda é perguntar para alguém próximo, deixando de lado o constrangimento. Se não, uma lambida no pulso, aguardar por 30 segundos e conferir", recomendam.

* Sob a supervisão da editora-coordenadora Ana Paula Ramos.