Edição do dia
Sáb, 23/09/2017 | Atualizado em: 23/09/2017 às 05h00

Vibrador ajuda na manutenção

Cleane Lima*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Ondas de calor, vagina ressecada, irritabilidade, insônia e diminuição da libido estão entre os sintomas da mulher que entra na temida menopausa.

A professora clínica de Ginecologia e Obstetríciada da Universidade de Medicina de Yale, nos EUA, afirma que o uso de vibradores ajuda a reduzir esses sintomas. Em uma entrevista para o jornal The Huffinton Post, a drª. Mary Jane Minkin, conta que a falta de estrogênio no corpo durante a menopausa diminui o fluxo de sangue na região pélvica e pode causar falta de lubrificação, atrofia vaginal e a fraqueza da tonificação do músculo pélvico.

Contudo, a presidente da Associação de Obstetrícia e Ginecologia da Bahia, Carla Sarno, afirma que a lubrificação é importante, mas não acredita que o vibrador seja a solução para o problema. "O vibrador pode ajudar a mulher a relaxar, mas também pode causar ansiedade por tentar chegar ao orgasmo com o vibrador e não conseguir", diz.

* Sob a supervisão da editora-coordenadora Ana Paula Ramos.