Edição do dia
Sáb, 16/09/2017 | Atualizado em: 16/09/2017 às 05h00

Prazer elevado à quinta potência

Cleane Lima*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Já parou para pensar por que o sexo é tão bom? Segundo a teoria dos 5 sentidos - desenvolvida pelo designer coreano Jinsop Lee, vencedor do TED Talent Search, maior centro de disseminação de inovações do mundo -, o rala e rola é maravilhoso por ser a única experiência que mexe com todos os nossos sentidos.

Jinsop criou um gráfico, com escala de 1 a 10, e registrou o nível que cada sentido alcançou durante a execução de alguma atividade. Para a experiência ser perfeita, cada sentido deveria atingir o 10 na escala. Resultado: a única atividade que chegou próxima a esse resultado foi o sexo, desde que bem feito!

A resposta abre espaço para uma niova pergunta: será que sabemos fazer uso do toque, olfato, visão, paladar e audição?

De acordo com a sexóloga do site de encontros C-Date, Carla Cecarello, as pessoas "desconhecem o valor de cada um dos sentidos tem antes, durante e após o sexo e, assim, viver uma noite inesquecível", opina.

A especialista enfatiza que o sexo não é só a penetração. O comportamento que o casal assume antes e depois também faz parte e pode ser um bom momento para explorar os sentidos. "Saber usar todos eles torna os parceiros mais próximos um do outro, criando maior intimidade", finaliza.

* Sob a supervisão da editora-coordenadora Ana Paula Ramos.