Edição do dia
Sáb, 02/09/2017 | Atualizado em: 02/09/2017 às 05h00

Mulher, se toque!

Cleane Lima*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Ainda vista como tabu, a masturbação feminina significa muito mais que prazer. De acordo com Carla Cecarello, sexóloga da C-Date, site de encontros casuais, o toque permite que a mulher se conheça, identifique seus pontos mais excitáveis e dê asas às fantasias e desejos. "A masturbação melhora a autoestima e torna a mulher mais consciente de suas próprias questões sexuais", explica.

A especialista ainda enfatiza que quando a mulher sabe do que gosta e tem consciência do que sente, a relação com o parceiro ou parceira também fica melhor. "Se conhecer facilita o diálogo com o outro", afirma.

Os benefícios, no entanto, tem contraponto: segundo a Organização Mundial de Saúde, a masturbação mais de três vezes por dia é considerada uma 'patologia'. Carla discorda. Para ela não há limite. "Tudo depende do desejo. Não há uma quantidade, não existe padrão. Vai de pessoa para pessoa", defende.

Então, ainda que historicamente não tenha sido dado às mulheres o direito de se masturbar, sempre é hora de mudar. Se livre das amarras e conheça seu corpo. Se toque!

* Sob a supervisão da editora-coordenadora Ana Paula Ramos.