Edição do dia
Qui, 17/08/2017 | Atualizado em: 17/08/2017 às 05h00

Mercado Água de Meninos divide comerciantes locais

davi Fonseca*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Há cerca de quatro meses o Mercado Popular de Água de Meninos foi entregue a 58 permissionários, que contam com 75 boxes totalmente requalificados.

O investimento de R$ 800 mil, no entanto, não agradou antigos tratadores, que continuam a trabalhar em frente ao mercado.

José de Lino, de 71 anos, que atua ali há 44, defende a requalificação do espaço sob o viaduto, onde se reúnem cerca de 15 trabalhadores. "Gostaríamos de um espaço decente. Tem de de resolver o problema do esgoto que transborda e construir um quiosque", diz.

Já para os comerciantes do mercado, a concorrência é desleal. "O comércio informal nos atrapalha. Quando o caminhão lava a rua, a água escorre para a porta do mercado", reclama o líder da Associação dos Permissionários do Mercado Popular de Água de Meninos, Luiz Carlos, 45.

* Sob a supervisão da editora-coordenadora Ana Paula Ramos.