Edição do dia
Qua, 09/08/2017 | Atualizado em: 09/08/2017 às 05h00

Bahia O show tem que continuar

Tiago Lemos
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O segundo gol do Bahia no último domingo, que garantiu a vitória sobre o São Paulo por 2 a 1, na Arena Fonte Nova, foi comemorado com muita festa pelos atletas. Autor do tento, Mendoza chamou o compatriota Armero e mandou uma dança ao estilo Armeration, que ficou conhecido no Brasil graças ao lateral-esquerdo da seleção colombiana.

Segundo Mendoza, porém, eles dançaram um estilo chamado Salsa Choke. "É a dança que o Mina do Palmeiras faz. Fiz meu primeiro gol [pelo Bahia]. Agora o arco abriu. Vão sair ainda mais gols com a ajuda de Deus, de meus companheiros, e a dança vai começar a sair melhor", contou.

Considerado por boa parte da imprensa o melhor em campo diante do clube do Morumbi, Mendoza falou sua característica principal, que é a velocidade. Em um dos lances da partida, o atacante errou um passe e, quando a bola parecia perdida, correu mais que os adversários para ficar com a redonda. A jogada curiosa foi muito compartilhada no WhatsApp pelos amantes do futebol.

"Desgasta um pouco [correr o tempo inteiro], sim, mas é uma característica minha. Corro mais, dou um pouco mais, sou um cara com raça, gosto de ficar me movimentando lá na frente, só quero ajudar meus companheiros. Sou raçudo. Agora com o Preto [Casagrande, técnico interino], com a ajuda dos companheiros, vou ficar mais confiante e vou dar meu melhor, jogo atrás de jogo", explicou Mendoza.

Neste domingo, o Bahia vai enfrentar o Atlético-PR em Curitiba, às 7h da noite. Se o interino Preto continuar no comando da equipe, tem a confiança do colombiano. "Ele tem total respaldo do grupo", garantiu Mendoza.