Edição do dia
Ter, 01/08/2017 | Atualizado em: 01/08/2017 às 05h00

Esperança no Leão

José Cairo*
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

A estreia de Vagner Mancini na sua quarta passagem pelo Vitória, o empate por 0 a 0 diante do Cruzeiro, no último domingo, encheu o torcedor rubro-negro de esperança. E há um motivo para isso: foi apenas a quarta partida em 17 rodadas em que o Leão não levou gols no Brasileiro – ainda interrompeu a incômoda sequência de quatro derrotas na competição.

A importância de não ser vazado ganha ainda mais peso porque o Leão era, até o início da última rodada, o time que mais havia levado gols na competição, com 29 tentos sofridos – foi ultrapassado por Chapecoense e Atlético-GO, ambos agora com 30.

Apesar disso, o resultado não tirou o time da zona, nem mesmo da 19ª posição, com 13 pontos. Para o comandante, no entanto, o empate foi um indício de que é possível ter dias melhores na Toca do Leão: "A gente leva a certeza de que essa equipe tem muito a melhorar e vai melhorar. E isso foi uma mostra do que essa equipe pode fazer quando há entrega".

Em apenas uma semana, Mancini parece ter ganhado a confiança de seus pupilos. O volante Uillian Correia elogiou o novo comandante. "Ele era o cara certo para assumir o clube. Um cara que conhece o time, que conhece os jogadores, e tem a história que ele tem aqui dentro. É um cara vencedor por onde passou. O que ele falou para nós foi o seguinte: no líder do campeonato, que é o Corinthians, e no último colocado, que é o Atlético-GO, todos os jogadores sabem jogar. O grande problema é sem a bola. Isso que ele tentou passar para nós nesses três dias", explicou.

Apesar da boa atuação de Fernando Miguel diante da Raposa, o técnico informou, logo após a partida, que fará um revezamento e o arqueiro Caíque será o titular amanhã, às 9h da noite, contra a Ponte Preta, no Barradão. O meio-campista Yago, porém, reclamou de dores na coxa direita e pode desfalcar o Leão. Ele será reavaliado hoje.

* Sob a supervisão do editor-coordenador Luiz Teles.