Edição do dia
Qui, 27/07/2017 | Atualizado em: 27/07/2017 às 05h00

Raposa faz o Porco chorar

Tiago Lemos
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O Cruzeiro está classificado para as semifinais da Copa do Brasil. Ontem, a Raposa levou um susto durante o segundo tempo da partida diante do Porco, em Belo Horizonte, mas buscou o empate por 1 a 1 e garantiu a vaga por ter feito mais gols fora de casa que o rival paulista.

Depois de um empate por 3 a 3 no jogo de ida, o torcedor que foi ao Mineirão esperava um primeiro tempo movimentado, mas não foi isso que aconteceu. Os goleiros Fábio e Jailson praticamente não tiveram trabalho nos 45 minutos iniciais.

Rafael Sóbis teve boa chance após sobra de bola na entrada da área, mas seu forte chute explodiu na defesa palmeirense. Antes, Thiago Neves havia tentado com um chute da grande área, mas saiu fraco, sem problemas para Jailson segurar a bola.

O Porco buscou o ataque por meio de um chute de longa distância de Jean, mas Fábio segurou sem dificuldades.

Na segunda etapa, quando o jogo seguia para um empate sem gols, Keno colocou fogo na partida. Aos 25 minutos, o atacante, que havia substituído Guerra após o intervalo, pegou rebote de Fábio em cobrança de escanteio e chutou de primeira. A bola desviou em Lucas Romero e enganou o goleiro: 1 a 0 Porco.

Com a necessidade de fazer um gol para se classificar, a Raposa pressionou. A bola aérea parecia difícil, mas um cruzamento perfeito do atacante Alisson, aos 38 minutos, foi cabeceado pelo lateral-esquerdo Diogo Barbosa, sem chance para Jailson defender: 1 a 1.

O adversário da Raposa será conhecido na próxima segunda-feira, em sorteio que será realizado pela CBF. Hoje, o Grêmio vai enfrentar o Atlético-PR fora de casa, depois de vencer o jogo de ida por 4 a 0.