Edição do dia
Ter, 25/07/2017 | Atualizado em: 25/07/2017 às 05h00

Geddel MP tá de olho na grana dele

da redação
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O Ministério Público Federal do Distrito Federal investiga a origem e destino do dinheiro que suspostamente era destinado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA). Ele está em prisão domiciliar em Salvador, acusado de obstrução de justiça. Além disso, Geddel é investigado por lavagem de dinheiro e corrupção no esquema de liberação de recursos do FI-FGTS a empresas em troca de propina, quando ocupava um cargo na Caixa, no governo Dilma.

As informações sobre como Geddel recebia e administrava dinheiro ilícito vão embasar a próxima denúncia do MPF, que deverá sair em agosto. A defesa de Geddel disse que ele nega "o recebimento de qualquer vantagem indevida".

Segundo a procuradoria, Geddel e o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) atuavam em parceria com empresários. O FI é um fundo de investimentos que utiliza recursos do FGTS. Geddel teria liberado R$ 1,2 bilhão para várias empresas em troca de vantagens ilícitas.