Edição do dia
Ter, 16/05/2017 | Atualizado em: 16/05/2017 às 05h00

Xô, Aedes! Estudantes na batalha

Luana Almeida
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Vídeos educativos, informações nas redes sociais e um aplicativo para smartphone serão as novas ferramentas utilizadas pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) para auxiliar no combate ao mosquito Aedes aegypti, causador de doenças como dengue, zika e chikungunya.

A nova estratégia foi lançada na manhã de ontem com o objetivo de envolver os mais de dois mil alunos da rede estadual de ensino na disseminação de informações sobre as formas de eliminar criadouros do mosquito.

Para interagir com este público, a campanha vai divulgar vídeos estrelados por influenciadores digitais em sites como Instagram, Facebook e YouTube.

Todo o material, segundo o secretário de Saúde Fábio Vilas-Boas, terá um "toque de humor" para estimular o compartilhamento das mensagens entre o público-alvo.

"A campanha também será veiculada em sites, jornais, revistas, outdoors, busdoors, rádios e TVs e tem uma mensagem simples, que trata sobre a importância de todos atuarem juntos", explicou o secretário.

Publicidade