Edição do dia
Ter, 16/05/2017 | Atualizado em: 16/05/2017 às 05h00

Prazer, Zé Rafael!

Tiago Lemos
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Quem viu Zé Rafael em campo no domingo, no 6 a 2 do Bahia sobre o Atlético-PR, pode considerar que o atleta fez sua 'estreia' pelo tricolor.

Claro que a afirmação não passa de uma brincadeira, mas a excelente partida diante do Furacão talvez tenha mostrado, pela primeira vez, que Zé merece a confiança da torcida para o restante da temporada.

A explicação: ele ainda não havia realizado um jogo de encher os olhos pelo Esquadrão. Só domingo, na estreia pelo Brasileiro, em sua 23ª partida em 2017, o meia-atacante marcou seu terceiro gol no ano. Além da bola na rede, deu assistência para Régis.

O técnico Guto Ferreira aprovou: "Jogada fantástica do Zé Rafael. Está amadurecendo com os erros. Gol foi importantíssimo. Ele fez outras jogadas semelhantes em jogos anteriores, mas na hora de finalizar faltou alguma coisa. Hoje [domingo] conseguiu achar o 'time' de batida e fez o gol. Isso vai dar muita moral pra ele".

E Zé concorda: "Acho que o primeiro passo foi dado. Treino e me cobro muito para todo jogo fazer gol. Tenho certeza que vai ser o primeiro de muitos na Série A".

Na Série B 2016, Zé Rafael fez 32 jogos, marcou quatro gols e deu seis assistências pelo Londrina. O bom desempenho e o perfil de atleta com potencial de crescimento (tem 23 anos) chamaram a atenção do Bahia, que o contratou.

Amanhã, contra o Sport, pelo jogo de ida da final do Nordestão, Zé Rafael terá de mostrar seu valor, pois o tricolor já tem três desfalques certos: Armero, Edson e Régis, suspensos. "Nossa equipe está preparada para fazer um bom resultado", garantiu Zé.

Publicidade