Edição do dia
Ter, 09/05/2017 | Atualizado em: 09/05/2017 às 05h00

#Leãodigital no basquete

Aurélio Lima
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Além do treinamento em quadra, o técnico Régis Marrelli usa as redes sociais como aliada para colocar os jogadores do Vitória/Universo em sintonia, enquanto marca as jogadas do Paulistano, adversário das semifinais do Novo Basquete Brasil (NBB). Quando o rubro-negro entrar em quadra hoje, às 19h30, no ginásio Poliesportivo de Cajazeiras, já terá noção prévia de como joga o adversário.

Graças à tecnologia, o próprio Marrelli editou ontem vídeos individuais de cada jogador adversário e enviou cópia pelo WattsApp, ao grupo mantido no aplicativo. "Há um programa que todos os times do NBB tem, contratado pela Liga. Você pega os lances, como cada atleta joga, em que ele mais acerta e erra. A partir daí faço o vídeo e envio para os nossos", explicou.

"Eu escrevo, por exemplo, se o cara gosta de cortar mais para a esquerda, se tem bom chute de três pontos, se joga de costas. E, sem dúvida, a essa altura, o Paulistano está fazendo a mesma coisa com o nosso time", completou o técnico rubro-negro.

Com pouco tempo entre a histórica classificação para as semifinais do NBB e partida de hoje, o técnico trocou o treinamento da tarde pela exibição de vídeos da série do Paulistano contra o Franca para ajudar sua equipe. De acordo com sua análise, o desafio será enfrentar uma equipe de muita defesa e com atletas de potencial para jogar na NBA, a Liga de Basquete dos EUA.

A luta pra seguir fazendo história na temporada 2016/17 conta também com a torcida. O clube anuncia mais uma vez portões abertos e a possibilidade de colocar telão do lado de fora, caso o ginásio fique lotado.

Embora torça para a euforia da torcida empurrar o time para o triunfo contra o Paulistano, no bate-papo com seus jogadores Marrelli tratou de 'vaciná-los contra empolgação fora de contexto. "Vamos ter que jogar muito mais basquete. Eles terminaram em sexto e nós em sétimo e são favoritos. O Paulistano também tem o mando de quadra, tem um jogo a mais lá", alertou o treinador.