Edição do dia
Qua, 03/05/2017 | Atualizado em: 03/05/2017 às 05h00

Liberou! Por 3 votos a 2, Dirceu será solto

das agências
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

Por três votos a dois, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) mandou soltar o petista José Dirceu, ex-chefe da Casa Civil do governo Lula. Condenado duas vezes na Operação Lava Jato, ele está preso em Curitiba desde agosto de 2015.

Votaram a favor da soltura de Dirceu os ministros Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes; votaram contra Edson Fachin, relator da Lava Jato, e o decano (mais antigo da Corte), Celso de Mello.

Com a decisão, a Segunda Turma acolheu o pedido de liberdade apresentado pela defesa de Dirceu para revogar a ordem de prisão decretada pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal.

O mesmo pedido já tinha sido negado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Em novembro de 2016, o ministro Teori Zavascki, que era relator da Lava Jato no STF, também negou a soltura.

Publicidade