Edição do dia
Sex, 07/04/2017 | Atualizado em: 07/04/2017 às 05h00

Previdência Cinco pontos vão mudar na reforma

das agências
compartilhe
Enviar para Amigo
INDIQUE A UM AMIGO

Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com “ , ” (vírgula). Ex.:nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Imprimir
Reportar erro

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo MASSA preencha os dados abaixo e clique em "Enviar"

Aumentar fonte Diminuir fonte

O relator da reforma da Previdência na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA), afirmou ontem que, após conversar com o presidente Michel Temer, fará modificações em cinco pontos da proposta (confira abaixo). Deverá ser mantido um dos pontos mais polêmicos do projeto de reforma previdenciária – a idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de homens e mulheres.

Maia participou de uma reunião no Palácio do Planalto com o presidente Temer, os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e da Casa Civil, Eliseu Padilha, além do secretário da Previdência, Marcelo Caetano.

Maia não informou quais mudanças serão introduzidas nos cinco itens. Segundo ele, essas alterações vão depender de negociações na Câmara.

Além da idade mínima de 65 anos para todos, o texto original também prevê, entre outros pontos, tempo mínimo de 49 anos de contribuição para o trabalhador se aposentar com o salário máximo pago pela Previdência Social.